Ferrugem asiática: novo foco da doença foi confirmado em Minas Gerais

Informações do Consórcio Antiferrugem, portal desenvolvido pela Embrapa Soja e outras entidades do setor, confirmaram um novo foco de ferrugem asiática em Minas Gerais na quinta-feira (30/11). A doença foi diagnosticada em um campo de linhagens da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) com ocorrência de ferrugem nas folhas do baixeiro dos genótipos que estavam no estágio Vn ou R1.

Detecção da ferrugem asiática
De acordo com informações da UFU, a ferrugem asiática e o patógeno foram detectados 30 dias mais cedo que a safra passada. Como ocorreu na safra passada uma queda na eficácia das carboxamidas, acumuladas a perda da sensibilidade do fungo em relação aos inibidores da demetilação (triazóis) e inibidores da quinona oxidase, é necessária foco no manejo da doença.

Sendo assim, é necessário dar mais atenção ao manejo da resistência da ferrugem asiática com o uso de multissítios nas pulverizações e o monitoramento das diferentes épocas de semeaduras. Assim o uso do fungicida será baseado em programas de monitoramento, reduzindo as pulverizações desnecessárias. Na última semana, outros focos da doença foram confirmados em São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná.
DATA: 01.12.17

ÚLTIMAS NOTÍCIAS